Inovação em Artes Culinárias

RESULTADOS DAS CANDIDATURAS DE 1.ª FASE - MESTRADO EM INOVAÇÃO EM ARTES CULINÁRIAS 

Informação Matrículas

Comissão Coordenadora

Prof. Doutora Maria José Pires - Coordenadora Geral: maria.pires@eshte.pt
Prof. Especialista Nelson Félix: nelson.felix@eshte.pt
Prof. Doutora Cláudia Viegas: claudia.viegas@eshte.pt

 

Curso Estabelecido pelo Despacho n.º 2129/2013

 

OBJETIVO CENTRAL DO CURSO

O Mestrado em Inovação em Artes Culinárias (MIAC) oferece a possibilidade de prosseguimento dos estudos na área das Artes e Ciências Culinárias e da Inovação Alimentar, privilegiando-se a integração entre a forte componente prática e a componente científica multidisciplinar, através de métodos de trabalho que promovem a criatividade e a autonomia. Especificamente procura-se: explorar técnicas culinárias avançadas; integrar e aplicar conceitos de tecnologia, food design, nutrição e segurança alimentar; desenvolver novos produtos, conceitos e ambientes aplicados à culinária; estimular profissionais da área alimentar a manter uma constante procura de rigor técnico e científico nas suas atividades.   
 

PÚBLICO-ALVO

Podem candidatar-se ao curso:

  • Os titulares do grau de licenciatura, preferencialmente em Produção Alimentar na Restauração ou num outra área afim que confira competências em Artes Culinárias;
  • Os titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios de Bolonha por um Estado aderente a este processo e que confira competências em Artes Culinárias;
  • Os titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Técnico - Científico da ESHTE e que confira competências em Artes Culinárias.
  • Poderão frequentar o ano curricular do curso (realizando assim um curso de formação avançada) profissionais das áreas da produção alimentar e artes culinárias, cujo currículo seja reconhecido como relevante pela comissão científica para a frequência do curso.
     

COMPETÊNCIAS A PROMOVER

O curso pretende desenvolver competências no âmbito da criação, da inovação e do desenvolvimento de novos produtos na área alimentar e em diferentes contextos de food service.

 

Pretende-se o desenvolvimento das seguintes competências específicas no MIAC:

  • Dominar técnicas e tecnologias alimentares, aprofundando conhecimentos de cozinha, pastelaria e padaria;
  • Criar e elaborar preparações culinárias utilizando técnicas culinárias avançadas e inovadoras (Tecnologia Alimentar; Embalagem; Cozinha Molecular; Cozinha a Vácuo; Cook Chill; Técnicas de produção de gelados, chocolates, novas texturas, entre outras), dando resposta às novas tendências da gastronomia;
  • Aplicar diferentes tipos de ingredientes e produtos alimentares à culinária, em contextos que influenciam as novas tendências em cozinha (cozinha contemporânea, dieta mediterrânica, vegetariana e outros regimes alimentares);
  • Trabalhar conceitos de Food Security do ponto de vista das Artes Culinárias;
  • Conceber e desenvolver ambientes adaptados a menus específicos;
  • Desenvolver cartas de vinhos e de menus em concordância;
  • Criar e desenvolver produtos culinários a partir de diferentes tipos de contextos;
  • Integrar conhecimentos de gestão, marketing e relações interpessoais no desenvolvimento de um negócio, promovendo o empreendedorismo.

 

ESTRUTURA CURRICULAR

Considerando os objetivos definidos e as competências que se pretendem estimular, o curso foi estruturado através de um conjunto de unidades curriculares obrigatórias.

 

O MIAC organiza-se pelo sistema de unidades de crédito (num total de 120 ECTS) e compreende a frequência (com aproveitamento), de uma parte escolar e a elaboração e discussão, com aprovação, de uma dissertação original, de um trabalho projeto ou de um estágio de natureza profissional, com relatório final.

 

A conclusão (com aproveitamento) da parte escolar do mestrado (60 ECTS) confere um diploma de curso de especialização (pós-graduação).

 

Módulos:

  • Técnicas Culinárias Avançadas | 650€
  • Utilização Culinária dos Produtos Alimentares | 650€
  • Menus e Vinhos | 650€
  • Food Design | 325€
  • Fisiologia do Gosto e Análise Sensorial | 325€

Os diferentes módulos ocorrerão em datas correspondentes ao calendário do Mestrado em Inovação em Artes Culinárias (MIAC).
O calendário de candidaturas aos módulos individualmente coincide com o calendário de candidaturas ao Mestrado (IAC) e Pós-Graduação (IAC).
A inscrição é condicionada ao número de vagas disponível e cessa uma semana antes do início da realização do módulo correspondente.

 

SISTEMA DE AVALIAÇÃO

A avaliação em cada uma das disciplinas da parte escolar do curso tem um caráter individual, dela constando a realização de trabalhos escritos (individuais ou em grupo), exposições orais e/ou outras formas de avaliação consideradas adequadas aos temas em estudo.

 

O resultado da avaliação em cada disciplina será expresso numa escala de números inteiros de 0 a 20 valores.

 

A aprovação em cada disciplina depende da obtenção de uma classificação final igual ou superior a 10 valores.

 

A classificação da parte escolar do Curso calcula-se pela média ponderada em função dos ECTS, das classificações obtidas nas unidades curriculares que o constituem. A classificação final do ciclo de estudos de mestrado é expressa de acordo com o estipulado no artigo 24.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, ou seja, dentro do intervalo 10-20 da escala numérica inteira de 0 a 20, bem como no seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações. A classificação final corresponderá à média da classificação obtida na parte escolar do curso com a da dissertação, ponderada pelos créditos correspondentes (ECTS) obtidos em cada um destes blocos. 

 

HORÁRIO DA COMPONENTE LETIVA

O curso funciona no seguinte horário:

2.ª, 3.ª e 4.ª feira das 16h00 às 22h00

 

Para saber mais sobre estas atividades práticas poderá consultar o espaço na internet em:

 

www.saudadeportuguesa.pt
www.miac20152016.wordpress.com

www.facebook.com/mestradoartesculinarias

 

CANDIDATURAS* | CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO - NÃO HÁ 2.ª FASE DE CANDIDATURAS

Horário de atendimento telefónico - 2.ª a 6.ª feira - 9h00-12h30 | 14h00-17h30 - Telefone | 210 040 725 / 29 | E-mail | gab.comunicacao@eshte.pt

 

Formalização de Candidaturas: candidaturas, condições de admissão e pagamentos 

 

Para efectuar o processo de candidatura, o qual se realiza exclusivamente on-line, o candidato deverá aceder ao Portal de Candidaturas. Sugerimos que aceda ao Guia do Candidato onde há um exemplo passo a passo.
 
*A instrução do processo de candidatura é da inteira responsabilidade do candidato.
 

 

Documentação:

  • Cartão de Cidadão / Bilhete de Identidade
  • Cartão de Contribuinte 
  • Certificado de habilitações (1) 
  • Curriculum Vitae devidamente comprovado (todos os documentos anexos ao currículo, deverão ser confirmados através de fotocópias autenticadas (2) ou de documentos originais)
  • Carta de motivação com um máximo de 500 palavras (obrigatória)
  • Carta de recomendação (opcional).

(1) Caso não tenha o certificado de licenciatura o candidato deverá anexar uma declaração escrita onde, sob compromisso de honra, se compromete à apresentação dos documentos em falta até à data de 15 de dezembro. A não apresentação dos mesmos até essa data implica a anulação da candidatura e matrícula, sem direito a devolução dos valores já cobrados.

 

Vagas (numerus clausus)

20 vagas*

*número mínimo de inscritos para a abertura do curso: 10

 

Critérios de seriação

Os critérios de seriação serão aplicados apenas caso o número de candidatos ultrapasse o numerus clausus definido.
As candidaturas serão apreciadas pela Comissão Científica e Executiva do Mestrado em Inovação e Artes Culinárias, a qual decidirá sobre a situação de cada interessado, definindo as correspondentes creditações e planos de estudo.

Por outro lado, os candidatos serão selecionados pela Comissão Científica e Executiva do Mestrado em Inovação e Artes Culinárias, com base na aplicação sucessiva dos seguintes critérios:

i) Classificação obtida na licenciatura ou em cursos de Pós-Graduação, Formação Avançada ou equivalente;

ii) Curriculum vitæ do candidato, nomeadamente, académico, científico e técnico;

iii) Declaração dos objetivos e motivação da candidatura;

iv) Resultado de entrevista individual, quando tal for considerado necessário pela Comissão Científica e Executiva do Mestrado em Inovação e Artes Culinárias.

Será dada preferência a antigos alunos dos cursos de licenciatura e de cursos de Pós-Graduação, Formação Avançada (ou equivalente) da ESHTE e a quadros de empresas ou de organismos públicos com mais de 2 anos de experiência profissional, até ao limite de 30% das vagas disponíveis. 

 

Emolumento de candidatura | 75€

O emolumento de candidatura só será devolvido caso o curso não abra. Para este efeito o candidato deverá guardar o respetivo recibo.  As candidaturas só serão consideradas válidas se o pagamento for efetuado dentro do prazo limite para formalização das mesmas.

 

Em caso de admissão:

Matrícula | 30€

Inscrição | 15€

Seguro Escolar | 15€ 

 

Modalidades de Pagamento das Propinas:

1.ª opção:

• 100% aquando do ato da matrícula / inscrição.

2.ª opção:

• 1.ª prestação aquando do ato da matrícula / inscrição: 25%

• 2.ª prestação a pagar entre 01/12/2017 e 15/12/2017: 12,5%

• 3.ª prestação a pagar entre 01/01/2018 e 15/01/2018: 12,5%

• 4.ª prestação a pagar entre 01/02/2018 e 15/02/2018: 12,5%

• 5.ª prestação a pagar entre 01/03/2018 e 15/03/2018: 12,5%

• 6.ª prestação a pagar entre 01/04/2018 e 15/04/2018: 12,5%

• 7.ª prestação a pagar entre 01/05/2018 e 15/05/2018: 12,5%

 

Download Propinas aplicáveis ao ano letivo de 2017/2018

 

Despacho n.º 76/PRES/ESHTE/2017 | Pagamento de Propinas de Mestrados | 2017-2018